Decoração

Criando pilhas de compostagem - minhas dicas


Em um grande jardim, há sempre a possibilidade de criar uma pilha de composto. Isso não é tão difícil se você preparar tudo bem.

O adubo não deve ser armazenado por mais de um ano -

Ter sua própria pilha de compostagem é algo realmente bom. Por quê? Porque oferece várias vantagens! Se você colocar resíduos de cozinha e jardim no adubo, não apenas obtém um bom fertilizante, como também não precisa mais pagar tantas taxas de lixo. Além disso, um heap de composto é criado rapidamente. Você pode, por exemplo basta construir uma pilha ou construir um compostor de madeira. Como alternativa, você também pode optar por um chamado compositor térmico. Estes oferecem ainda mais vantagens do que o composto normal. Você pode descobrir quais são esses itens em nosso artigo Termocompositor: Visão geral das vantagens dos compositores rápidos.

Se você já decidiu um adubo, não pode simplesmente criá-lo. Há algumas coisas que você precisa considerar. Por exemplo, a localização é muito importante e a estratificação da pilha de composto.

Dicas sobre como configurar um heap de composto corretamente

Dica 1 - a localização:

Antes de tudo, você deve procurar um local adequado no jardim que não seja protegido do vento, porque, se a pilha não puder ventilar, a putrefação poderá ocorrer muito rapidamente. Também é importante que a pilha de composto não fique permanentemente ao sol. Portanto, é melhor escolher um local parcialmente sombreado. Se, por outro lado, é um compostador térmico, deve permanecer no sol escaldante.

Nunca coloque a pilha de composto em lajes de concreto ou em uma superfície igualmente sólida, pois os destruidores (decompositores) não têm como entrar na pilha. Além disso, formaria alagamento, o que por sua vez levaria à podridão.

Ponta adicionais:

Se você quiser evitar problemas com seus vizinhos, escolha sua localização com sabedoria. Afinal, uma pilha de composto pode cheirar fortemente. Portanto, mantenha distância suficiente da casa do seu vizinho.

Dica 2 - Coloque camadas de compostagem corretamente:

É o suficiente se você simplesmente colocar o composto no chão. Então você não precisa necessariamente colocar uma caixa ao redor. É importante apenas colocar o composto corretamente em camadas.

➤ 1ª camada:

A camada inferior da pilha de composto deve sempre começar com material grosso. Galhos picados, galhos e aparas de sebes são muito adequados para isso, porque isso cria oxigênio para os destruidores no solo.

➤ 2ª camada:

A segunda camada deve então ser feita de material mais denso para oferecer uma melhor superfície de contato. Os resíduos de jardim e cozinha são mais adequados para isso.

➤ 3ª camada:

A terceira camada deve então consistir melhor em composto maduro. Portanto, se você já possui uma pilha de composto, adicione parte do composto antigo, pois ele já contém os microorganismos e microorganismos que iniciam a decomposição. Como alternativa, você também pode aplicar o solo do jardim como uma terceira camada.

➤ Turnos subsequentes:

As camadas devem sempre ser repetidas na ordem descrita acima.

Dica 3 - sempre mantenha o composto úmido:

Você deve sempre manter o composto úmido. Para testar se está úmido o suficiente, segure um pouco na mão. Se uma bola puder ser formada, ela estará úmida o suficiente. Caso contrário, é necessário umedecer um pouco a pilha de composto.

Dica 4 - Implementar composto regularmente:

Para obter o solo adubo utilizável o mais rápido possível, é necessário implementá-lo em intervalos regulares. Mesmo uma vez por ano é obrigatório, porque o composto não deve ser armazenado por mais de um ano. É melhor colocar o composto em fevereiro, porque então você pode usar o solo recém-colhido na primavera para semear plantas, legumes e frutas.

Vídeo: Dicas para criar um canteiro integrado à composteira. (Outubro 2020).